terça-feira, 11 de janeiro de 2011

3 dias e meio em Gramado - RS

Dando continuidade na sessão "passeios", no mês de novembro fui à Gramado com meus amores, meu marido e nosso filho, para passarmos o final de semana. Cheguei em Porto Alegre no sábado na hora do almoço e alugamos um carro para seguirmos para Gramado. Você pode pegar um transfer se não estiver a fim de dirigir, mas o trecho é tão tranquilo, a paisagem tão bonita que dá vontade de dirigir sim! Tempo de viagem com boas condições climáticas: 2 horas.

Hospedagem
Essa foi a segunda vez que visitei Gramado, no período do Natal Luz, e como sempre os hotéis e as pousadas estavam lotadas! Então, ficamos de novo em Canela que também tem excelentes pousadas e a cidade é bem bacana. Em 2006 ficamos na Pousada Caliandra, uma gracinha, bem aconchegante, pequena, com chalezinhos bem românticos, mas o café da manhã deixou a desejar, ao menos naquela época.

Dessa vez, em 2010, decidimos nossa viagem de última hora, então não tínhamos muitas opções; daí ficamos num hotel mesmo. Nos hospedamos no Alta Vista - by Tissiane, um hotel de bom a regular. São acomodações boas e bem simples, não nos dá aquela sensação de estarmos na Serra Gaúcha, a não ser quando estamos tomando o café da manhã e olhamos pela janela e enxergamos algumas araucárias. O estacionamento não é fechado e o hotel fica em frente a uma faculdade com grande fluxo de carros. O serviço de lavanderia do hotel - terceirizado - não é bom, principalmente no quesito passar a roupa e o preço é bem salgado frente ao resultado entregue. O ponto positivo do hotel sem dúvida é o café da manhã, muito bem servido, um verdadeiro café colonial, com direito a tudo. O local onde é servido também é bem legal e a vista para o centro da cidade de Canela é super agradável. Mas depois dessas duas experiências, confesso que da próxima vez vou me programar com muita antecedência e tentarei me hospedar no Laje de Pedra, hotel este muito recomendado e com boas avaliações dos usuários em blogs de viagem.

Gastronomia
Gramado é um show de gastronomia. Lá se come muito bem. São tantas opções, variedades, preços e lugares que em uma semana dá pra se engordar uns três quilos. (rs).
Você tem a dura tarefa de escolher se vai jantar fondue, galeto, churrasco ou se vai se acabar num café colonial e ficar sem fome até o outro dia. E cá, entre nós, tudo de primeira qualidade.
Pra quem mora em Brasília e está acostumado com os preços dos restaurantes daqui, não vai estranhar nenhum pouco a conta pra pagar nos restaurantes de Gramado.

Dentre as minhas experiências na cidade, indico à vocês os dois locais para o almoço e jantar que considero imperdíveis:

Melhor churrasco: sem dúvida é o do Zelão, que fica na estrada que liga Gramado à Canela. Amplo espaço, ótimo atendimento, variedade de pratos quentes e frios, ilha de queijos espetacular e uma picanha maravilhosa.

Melhor café colonial: é o Bela Vista. Fica em dois endereços diferentes, um na estrada sentido Gramado - Canela, e o outro, mais novo, no sentido contrário. Esse último, dispõe de um amplo salão, com mesas bem grandes que acomodam muito bem tantos pratos e bebidas oferecidos no café. O atendimento é nota 10, os garçons são muito cordiais e atenciosos e quando você pensa que já comeu de tudo, você é convidado a provar as sobremesas da casa que ficam numa ilha no centro do salão com vários tipos de doces, tortas e bolos. Vale muito a pena ir.

Fui também no Fritz, uma casa no centro de Gramado, próximo a rua coberta, que serve comida típica alemã, muito bom também, com direito a muita música ao vivo e animação.

Passeios
Bem, em termos de passeio o tempo não nos ajudou muito dessa vez; choveu e quando parou veio aquela neblina bem forte, o que prejudicou os passeios ao ar livre. Mas no único dia de sol, aproveitamos e passeamos pelo Lago Negro, na Vila do Papai Noel e encerramos a noite na rua coberta assistindo aos shows de músicas natalinas e finalmente o acender das luzes da árvore de Natal. Nos outros dois dias, de clima fechado, visitamos o museu de cera e da Harley Davidson, a fábrica de chocolates da Caracol e o mundo à vapor.

Compras
Dá pra comprar muita coisa em Gramado, desde artigos em couro, quitutes produzidos na região serrrana, meias lindas de lã, casacos e malhas de boa qualidade e artigos esportivos de bom preço. Sobre este último item, eu explico. Em 2006 - ano da copa - fui à loja de artigos esportivos Paqueta e havia muitos produtos em promoção, dentre eles, artigos da seleção brasileira a preços interessantíssimos. Pois bem. Comprei uma camiseta oficial de treino por 39 reais! Em 2010, ano de copa também, fui à loja e de novo encontrei produtos com bons preços! Infelizmente não comprei uma amarelinha oficial, mas comprei uma camiseta polo do Brasil muito linda por 19 reias. Bom, né?

Em suma pessoal, Gramado é uma delícia. Vale muito a pena. Uma estada de 5 a 6 dias é mais do que suficiente! Programe-se com antecedência. Com muita antecedência se quiser ficar num bom hotel ou pousada. E aproveite...

Até!

Vista da janela do café colonial

Café colonial

Picanha no Zelão

Vila do Papai Noel

Lago Negro

Passeando pelos jardins do Lago Negro

Vista do Hotel Alta Vista em Canela

No centro de Gramado

Estrada POA - Gramado

Um comentário:

Entenda a bíblia - John Stot disse...

Como sempre, muito bom texto. Este churrasco do Zelao e este café colonial me dão saudades.
Bjs.
Fer