domingo, 22 de fevereiro de 2009

Dom Francisco

Não gosto de Carnaval. Não gosto da programação da TV aberta nessa época do ano... haja paciência. Nessa e em outras horas justifica-se a TV a cabo. Bem, retomando o assunto inicial - o Carnaval - gosto muito do feriado de Carnaval, de ficar à toa, do silêncio que fica na capital federal (ao menos na ASA onde moro!). Porém, os compromissos que me afligem não me permitem ficar à toa, mas sim aproveitar o feriado para estruturar minha monografia de final de curso de especialização e o silêncio da cidade tem me ajudado na concentração... enfim, assim está sendo o meu feriadão! Aproveito meus poucos minutos de descanso nesse domingo para escrever esse post e em clima de Oscar e parafraseando-o... Esse post vai para... AnaP e JB, meus companheiros de trabalho e de almoço! O restaurante escolhido é:

... da Academia de Tênis.


Foi minha primeira experiência nesse restaurante tão famoso da capital e fora dela. Revistas como a VEJA, por exemplo, afirmam a tradição e espetacular adega do Dom Francisco. De fato, a tradição é um dos pontos altos do restaurante que dispõe de um ambiente clássico em todos os sentidos.

Em nosso almoço de quinta-feira, eu, AnaP e JB, apreciamos individualmente:
* Camarão ao Molho Branco e guarnição,
* Filé Mignon com Fritas,
* Bacalhau e guarnição.


Almoçamos muito bem, os pratos estavam muito saborosos, o atendimento foi rápido, a conversa foi agradabilíssima, o cafézinho estava no ponto e certamente voltaremos outras vezes.

Quanto ao preço... é um pouco salgado, mas acessível.


Quanto a apresentação dos pratos... ressalto o meu prato (camarões ao molho branco) que deveria vir montado, numa porção única e completa, por se tratar de um prato individual. O fato de você ir se servindo aos poucos, não ME agrada. Prato individual vem na medida certa e ponto.

Espero conhecer os outros três restaurantes Dom Francisco e compartilhar com vocês as impressões que terei.

Um grande abraço e aproveitem o feriado da melhor forma possível! rs




domingo, 15 de fevereiro de 2009

Espaguete

Confirmando minha preferência - também - por massas... assisti alguns vídeos da TV QueroComer e esse, em especial, me encheu os olhos... A receita é do Chef Itamar Sinigaglia e as dicas são maravilhosas!





video

sábado, 7 de fevereiro de 2009

Carne argentina


E assim foi o meu jantar de 6a feira:

Adoro carnes. Adoro picanha.


Mas fui apresentada ao famoso bife de chorizo argentino. Nunca apreciei nada igual. Nunca fui à Argentina, mas pretendo ir em breve e me "esbaldar" de carne argentina. A picanha brasileira é muito deliciosa e a argentina maturada também é muito suculenta... mas não imaginava que o contra-filé argentino seria algo tão espetacular.


Prá falar a verdade eu já ouvi de tudo sobre a carne argentina, mas cá entre nós cada um pode achar o que quiser... paladar é algo muito pessoal, difícil de avaliar. Aliás, a gastronomia de forma geral é "multi", o que prá um é uma delícia para outros é terrível, portanto não sou dona da verdade, apenas tento nessas poucas linhas transmitir o que senti e se aprovei... às vezes as pessoas se identificam... por que estou falando isso? Bem, porque alguns conhecidos que foram à Argentina não aprovaram a carne argentina argumentando que ela era sem sabor (sem sal - tempero) e outros ficaram pasmos como eu e adoraram. De qualquer forma, tempero também é algo muito pessoal, mas de fato, também senti que tem pouco sal, mas percebi o sabor com mais clareza e apreciei com mais intensidade o prato.

Mas deixando essa questão do sal/tempero de lado... Fomos ao Corrientes 348 que fica na 411 Sul e seguimos todo ritual dos pratos: entrada, vinho, primeiro e segundo prato, sobremesa e cafezinho. Experimentamos três tipos de carne e confesso... não é igual a carne brasileira, não é o mesmo tempero comum em nosso país (que também é delicioso). Me arrisco a dizer que a carne é maravilhosa e tem que ser ao ponto, com aquele vermelhinho, sabe? Perfeita.

O ambiente é bem agradável, bem frequentado, à meia-luz... vale a pena conhecer. Mas vá bem preparado para gastar. Para desfrutar das delícias da cozinha argentina você gastará consideravelmente. Vá num dia especial... para comemorar algo especial... vá para fazer algo extravagante. Bem, você entendeu: você vai comer muito bem, mas vai gastar bem.
Dá até pra tentar uma combinação de pratos que saía mais em conta, tirar o vinho... mas sinceramente... vale a pena essa extravagância. Se você, como eu não pode fazer isso sempre... escolha um dia que mereça uma comemoração e vá em frente.

Fica a dica...


Aos leitores que já foram à Argentina e queiram contribuir, o espaço está aberto...
Um grande abraço!

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

Dica rápida


Para dias corridos... muito comuns em nosso dia-a-dia ... aqui vai a minha receita de omelete de queijo minas frescal:

5 ovos
200 gr de queijo minas frescal
150 gr de presunto magro ou chester
Tomate cereja a gosto
Azeitona a gosto
Manjeiricão fresco
Sal e pimenta a gosto

Bata os ovos rapidamente com sal e pimenta a gosto e depois misture com os tomates, o queijo minas picado e o presunto/chester. Em uma frigideira coloque um fio de azeite e deixe esquentar, em seguida despeje a mistura e frite por alguns minutos, para finalizar espalhe as folhas de manjeiricão fresco e as azeitonas.

Uma versão menos ligth, mas muito apetitosa, é com queijo parmesão ralado... uma delícia!

Abraços!